Passados 10 anos do lançamento do Bitcoin, a realidade e o futuro do novo mercado financeiro, que tem os criptoativos como protagonistas, estarão em cena em mais uma edição do prestigiado LaBITConf. Os benefícios da tecnologia blockchain e o cenário latino-americano para o segmento são outros temas em pauta, num dos principais eventos internacionais da área.

Essa é a sexta edição do LaBITConf, que acontece entre os dias 05 e 08 de dezembro de 2018, em Santiago, capital do Chile. A programação é destinada a empresários, representantes de organizações públicas e privadas e membros do ecossistema de moedas digitais, reunindo alguns dos principais nomes internacionais relacionados aos temas em debate. Serão palestras, painéis e debates, além de uma sessão de lançamento de produtos para a América Latina, na qual o CBO da Cointrade, Rocelo Lopes, lança um pioneiro Index Fund lastreado em criptomoedas.

Cenário exchange, na visão de Rocelo Lopes

 

Uma das importantes linhas de negócios do mercado das moedas digitais surge com as exchanges, como a Cointrade, uma plataforma on-line de compra, venda e operação financeira com criptomoedas. E as estratégias das exchanges da América Latina serão o tema do painel que está na agenda da manhã do segundo dia do LaBITCoinf, com a participação de Rocelo Lopes, que representa a Cointrade, como CBO da plataforma.

Ele é um dos três painelistas brasileiros, junto com a cofundadora da Blockchain Academy, Rosine Kadamani, e Fernando Ulrich, representante da XDEX. Na sessão dedicada ao lançamento de produtos, marcada para a tarde e encerramento do evento, Rocelo apresenta o fundo de investimentos que está trazendo ao mercado, de forma pioneira na América Latina, que permite montar uma cesta de investimentos com lastro em um portfólio de ativos digitais, dentre eles as 10 principais moedas digitais do mercado atualmente. Uma das principais vantagens deste novo fundo é o fato do investidor não precisar se envolver na gestão e armazenamento dos ativos, reduzindo despesas operacionais.

A viabilidade da operação do novo Index Fund se dará por meio do token BLU. Além da StratumBlue, plataforma criada para viabilizar a compra do token, as outras empresas do ecossistema de negócios crypto gerenciado por Rocelo Lopes também darão suporte à iniciativa. Os usuários da Cointrade poderão adquirir o BLU, com Bitcoin, Ethereum ou cartão de crédito.

 

O Brasil terá o primeiro Index Fund lastreado em criptomoedas da América Latina. É mais uma iniciativa capitaneada pelo CBO da Cointrade, Rocelo Lopes, um dos maiores experts do segmento, estando à frente de um ecossistema de empresas com soluções completas para o investimento nesse tipo de ativo financeiro.

A expectativa, de acordo com a matéria do Criptomoedas Fácil, na qual o empreendedor antecipa o lançamento do fundo, é de que a adesão já seja possível logo após a LabitConf, que quando ocorre o anúncio oficial. O evento acontece em Santiago, no Chile, entre 05 e 08 de dezembro.

A ideia é disponibilizar ao mercado uma espécie de cesta de investimentos crypto, já que o Index Fund se caracteriza, justamente, pelo lastro em portfólio de ativos geridos pelo operador. A vantagem é o investidor ter acesso a uma gama de produtos, sem precisar se envolver na gestão e armazenamento dos ativos e reduzindo despesas operacionais.

Token e plataforma exclusiva

Junto com o fundo e como forma de viabilizar sua operação, Rocelo Lopes também lança um token, o BLU, que contará com uma plataforma exclusiva, a StratumBlue, que vai viabilizar a compra do token. Outras plataformas do grupo de empresas, como a própria Cointrade também vão permitir a aquisição do BLU, com Bitcoin, Ethereum ou cartão de crédito.

Rocelo Lopes, que estará representando a Cointrade na LabitConf, explica, ainda na reportagem do Criptomoedas Fácil, que o BLU terá seu valor lastreado 90% nas 10 principais criptomoedas do mercado. Os outros 10% ficam assim distribuídos, 5% são vinculados a investimentos em tecnologia blockchain e outros 5% em criptomoedas que ofereçam “oportunidades” de negociação interessantes no curto prazo. Como o token é um ativo com usabilidade,  também poderá ser vendido ou recarregado. Pioneiro na América Latina, o fundo replica o sucesso de iniciativas similares pelo mundo.

 

O mercado de produtos financeiros digitais baseados em criptografia e blockchain tem possibilidades diversificadas à disposição dos investidores ligados no disruptivo mercado crypto. Os tokens criptografados, como o TrueUSD (TUSD), que está disponível para a realização de transações na Cointrade, são um exemplo desse amplo conjunto de opções.

Embora bastante similares às moedas digitais, os tokens guardam características específicas que fazem com que os especialistas os desenquadrem do conceito de criptomoeda. Aqui você vai entender melhor os diferenciais da TUSD, tendo elementos de análise para operar no trading, com o uso do ativo, a partir de plataformas completas como a cointrade.cx.

O que faz os tokens diferentes?

Em se tratando de abordar os diferenciais dos tokens, um primeiro ponto fundamental a considerar é seu espectro mais amplo. As criptomoedas são produtos basicamente usados como unidade de troca e reserva de valor. Já os tokens permitem um conjunto de operações que vai desde as transações financeiras até o registro de histórico médico, por exemplo.

Os ativos financeiros dessa modalidade cumprem sim o papel de moeda, mas também permitem aos adeptos usufruir de um conjunto de funcionalidades neles disponíveis, como chaves de acesso a ambientes de serviços. E ainda é possível estabelecer mecanismos de recompensas aos usuários, já que os tokens são vinculados a promessas de valor, que podem ser, por exemplo, títulos de dívida, papéis de ações ou ativos similares às criptomoedas, como o TUSD.

A noção de stablecoin

Vale destacar que o TrueUSD é enquadrado como stablecoin. Um produto tratado com vantagem, na comparação com similares, por fazer frente à característica volatilidade do bitcoin, por exemplo. Além disso, o lastro do dólar, uma moeda fiat é outro fator de segurança e confiabilidade. Isso sem contar que o projeto TrueUSD ainda prevê auditoria por empresas de renome no mercado financeiro mundial.

Ficou interessado nas características desse ativo? Você pode transacionar o ativo, aproveitando o conjunto de funcionalidades completas para trading que só a Cointrade oferece. Venha realizar crypto-trading, com facilidade, agilidade e segurança.

 

A Cointrade está entre as primeiras exchanges brasileiras a disponibilizar a moeda digital ZCore para a realização de transações pelos usuários. A criptomoeda ganhou destaque de mercado, principalmente, depois da recente valorização de 512% em curto espaço de tempo. Num único dia, a ZCore chegou a registrar 100% de alta.

Um contexto que levou a cripto a figurar no ranking das maiores moedas digitais do mercado e impulsionou o volume de transações a uma média de R$100 mil diários. Além de alguns aspectos únicos, que fazem a Z-Core um produto diferenciado no segmento crypto, a moeda é parte de um projeto que tem como principal fundamento a viabilização de soluções financeiras em ativos digitais que facilitem a vida e se integrem à rotina das pessoas de forma mais ampla.

O que a ZCore tem de diferente?

Desde o lançamento, a ZCore, que é uma moeda brasileira, chama a atenção do mercado, tendo em vista algumas características singulares. Primeiro porque, ao contrário da maioria das outras criptomoedas, não passou pelo processo chamado de ICO, ou oferta inicial de mercado.

Também não houve pré-mineração, o que significa que as moedas mineradas estão todas em circulação, ficando estabelecido um limite máximo de 18 milhões de unidades. Esses fatores, junto com a alta valorização recente, são alguns dos principais motivos para a escassez percebida por quem tenta adquirir ZCores.

Masternode é outro destaque

Outra singularidade vem com o fato de a moeda possuir um sistema de Masternode compartilhado que, na prática, é um blockchain próprio. Os serviços de segurança do ativo, bem como de validação de operações, são recompensados aos operadores certificados com as moedas geradas pelos blocos decorrentes das transações, ou mesmo das taxas de rede. Para operar como agente Masternode da ZCore é preciso que o usuário possua um saldo de 5.000 unidades da cripto.

Além disso, a aposta da ZCore em inovação e popularização do uso de ativos digitais vem  com a possibilidade de realizar transações mobile. Basta que o usuário configure uma wallet no aplicativo de comunicação próprio da moeda, que englobará as exchanges que tenham o ZCore em seu portfólio, como a Cointrade. Aproveite e opere já com ZCore na nossa plataforma. 

O bitcoin está de aniversário! Vem com a gente entender por que, apesar de suas flutuações de mercado e câmbio, o bitcoin e as altcoins estão chegando para ficar. O momento, aliás, não poderia ser melhor para falar de bitcoin especificamente, já que a primeira criptomoeda lançada ao mercado acaba de completar 10 anos.

No decorrer de 2017, a moeda passou de uma taxa cambial de US$ 1 mil para quase US$ 20 mil em meados de dezembro. Apesar de um 2018 de cenário turbulento, com uma queda acumulada de 54%, especialistas como Kay Van-Petersen, do Saxo Bank, apostam que o bitcoin chegue a valer US$ 100 mil nessa reta final do ano. Em 2016, quando a moeda operava abaixo dos US$900, ele acertou na projeção de que, em 2017, seria atingido o valor de US$2.000.

O bitcoin no centro do novo cenário financeiro

Tim Draper, da Draper Associados, reforça a visão otimista, projetando que, em 15 anos, as moedas digitais atinjam o valor de U$ 80 trilhões. Na análise de especialistas como eles, o fato de o bitcoin manter um preço relativamente estável nos últimos meses é um sinal de maturidade. A força da primeira criptomoeda do mercado se soma a um conjunto de cerca de 2 mil moedas digitais em circulação, que representem uma circulação de mercado próxima dos US$ 300 bilhões. Espera-se que, em 2019, o volume de negócios com a utilização de criptomoedas aumente 50%.

Além de um ativo financeiro cujas características mais fundamentais são a alta liquidez e volatilidade o bitcoin e as altcoins cumprem um importante papel de renovação do mercado financeiro. O grande diferencial vem do fato de as transações com criptomoeda não estarem vinculadas a bancos ou instituições financeiras. A validação das operações ocorre a partir de uma rede descentralizada e pública, com posterior registro no blockchain, que funciona como um livro contábil aberto e público.

Alternativa econômica que se consolida

Isso faz bitcoin e altcoins moedas universais e alternativas, que fazem frente à estrutura tradicionalmente associada ao dinheiro. É uma resposta à demandas como a dos países cujas moedas têm uma maior instabilidade, associada a fatores como altos índices de inflação, por exemplo. É a condição, de acordo com o Fundo Monetário Nacional, de 98 países do mundo, que registram índices inflacionários de cerca de 10% anuais, abrigando 50% da população global.

Essa realidade tem ampliado significativamente a rede de produtos e serviços que já podem ser pagos usando moedas digitais, como o bitcoin. Afinal, os qualificadores de segurança para a execução de transações financeiras remotas fazem com que as criptomoedas funcionem super bem como sistema de pagamento. E esse é apenas um dos pontos favoráveis ao bom futuro das criptomoedas que vem demonstrando a capacidade de superar os principais fatores limitadores apontados pelo mercado, como capacidade de processamento das operações, confiabilidade e aprovação governamental.

Cadastre-se na Cointrade e conheça uma plataforma ágil, descomplicada e seguro para negociar bitcoins e altcoins. Somos uma plataforma com soluções completas para crypto-trading.

 

Quem já está acostumado a investir e atuar no mercado financeiro sabe que um dos grandes caminhos para a ampliação de rentabilidade, com redução de riscos e perdas, é a diversificação dos investimentos. Apostando em ativos e modalidades diferentes, como as moedas digitais, por exemplo, você estará pronto a aproveitar os melhores momentos de cada produto, beneficiando-se dos característicos e dinâmicos ciclos de mercado.

A grande sacada dos melhores traders está justamente em conhecer e saber analisar o contexto financeiro e traçar estratégias que, literalmente, façam o investimento trabalhar a favor do dinheiro aplicado, com altas taxas de lucro e liquidez. Para isso, é preciso levar em conta dois nortes fundamentais: ter diferentes fontes de investimento e atuar estrategicamente no cenário de cada uma delas.

As moedas digitais são um ativo que vem se fortalecendo em  termos de credibilidade e volume de negociações e ganham espaço como um produto financeiro que atende a necessidades não restritas ao universo de investidores. Elas são super aderentes ao perfil de quem faz trading e atua comprando, vendendo e transacionando ativos, na busca por alta rentabilidade em curto prazo.

As moedas digitais são produtos para o trading

Isso porque a grande característica das criptomoedas é a volatilidade, relacionada a variação de preço intensa e frequente, que representa uma maior possibilidade de atingir alto rendimento. E isso vale para os traders de diferentes perfis, sejam eles mais focados nas tendências de alta e baixa, com movimentos menos constantes, ou mais agressivos, com ação focada na alavancagem diária e realização frequente e constante de transações.

Em qualquer desses casos, agilidade é fundamental para alcançar ganhos expressivos. Por terem uma dinâmica de valorização estabelecida pelo próprio mercado, a partir de fatores como a quantidade de operações, as moedas digitais tem muita oscilação de valor. O que significa que é possível rentabilizar muito, atuando no momento certo.

Agilidade faz toda a diferença

A chance de agir rápido, portanto, é fundamental para o sucesso do trading, ainda mais nesse cenário das moedas digitais. Por isso, contar com o suporte de uma plataforma que permita comprar, vender e realizar transações em criptomoedas de forma ágil e dinâmica é o cenário ideal para os traders, desde os iniciantes aos mais experientes. A Cointrade é uma dessas exchanges com um conjunto completo de funcionalidades para as necessidades do trading.

A principal vantagem é justamente a simplicidade da operação que permite atuação rápida, aproveitando os picos de valorização e lucratividade do mercado das moedas digitais para ter os melhores resultados, transacionando com rapidez. A Cointrade tem, por exemplo, o menor tempo do mercado quando se trata em disponibilizar seu depósito em dinheiro para a compra de moedas digitais.

Cadastre-se e conte com um mecanismo eficiente, seguro e ágil para fazer trading no inovador, disruptivo e lucrativo mercado das moedas digitais. Seja Cointrade.

 

Quando pensa em independência financeira, muita gente apenas visualiza um cenário em que bom salário e emprego estável tragam a possibilidade de pagar contas e gerenciar dinheiro sem depender de ninguém, além de viabilizar o momento de parar de trabalhar. Mas quem entende realmente do assunto alerta que o real significado de independência financeira vai bem além disso. O grande ponto é a capacidade em gerar um fluxo de renda mensal suficiente para manter o seu padrão de vida por tempo indeterminado.

No primeiro momento, esse pode parecer um sonho distante, mas, nesse post, você vai entender que há caminhos que podem levar qualquer pessoa a atingir um patamar  financeiro que permita realizar sonhos e ter qualidade de vida. Siga lendo esse texto e veja alguns caminhos valiosos para chegar a independência financeira, inclusive apostando em propostas inovadoras como as moedas digitais.

Investir é uma das apostas certeiras

O primeiro passo para melhorar sua vida financeira vem do processo de educação que cria uma relação saudável com o dinheiro. É fundamental ter a visão de cortar gastos desnecessários e investir num efetivo planejamento que preveja cenários e permita trabalhar com margem de reserva para estabelecer um lastro financeiro. Para além disso, a grande chave é investir. E isso deve ser feito com regularidade e a partir de uma visão diversificada, que aposte em diferentes frentes.

O mercado oferece uma carteira de possibilidades adequadas a diferentes necessidades e perfis de investidores. As opções vão desde a tradicional poupança, passando por variantes como os fundos de investimento e os títulos do Tesouro Nacional e alcançando modalidades consideradas mais agressivas, como o mercado de ações e as disruptivas moedas digitais. A opção certa tem a ver, fundamentalmente, com o investidor ter interesse apenas em valorizar o capital ou gerar renda com o valor investido.

Moedas digitais são excelentes para operar no mercado financeiro

A ideia de o investimento trabalhar fazendo mais dinheiro é o que está na base do trading, um processo em que a operação de ativos do mercado financeiro visa potencializar ganhos em curtos períodos de tempo. O principal objetivo dos chamados traders é conseguir um retorno mais significativo, investindo em ativos diversos e que proporcionam alta liquidez.

Para quem tem esse perfil, as moedas digitais vem se consolidando como uma excelente opção. Isso tendo em vista que uma de suas características mais fundamentais é, justamente, a volatilidade; ou seja, elas têm altas taxas de variação de valor, em curtos espaços de tempo. É um produto financeiro com uma tendência de solidificação e crescimento corroborada por renomados investidores, como Tim Draper, da Draper Associates. Ele aposta que, em 15 anos, as moedas digitais atinjam o valor de U$ 80 trilhões. Já em 2019, a expectativa é de que o volume de negociações usando criptomoedas aumente 50%.

Portanto, estamos no momento exato a ser aproveitado pelos traders interessados em, literalmente, surfar a boa onda de transformação digital do mercado financeiro, baseada em ativos como os bitcoins e altcoins. Como plataformas que conectam e aproximam compradores e vendedores de moedas digitais, intermediando as negociações, as  exchanges são um dos caminhos mais práticos e eficientes para as operações de trading.

Acesse ao site da Cointrade e conheça um conjunto completo de funcionalidades para traders que buscam um canal seguro, rápido, eficiente e desburocratizado para transacionar moedas digitais. É a plataforma ideal para operar com crypto-trading.

 

Os principais nomes nacionais e internacionais do mercado de Blockchain e Criptomoedas estarão reunidos no maior evento do país sobre o assunto e que promete ser um dos destaques da agenda internacional do segmento. O Fórum Blockmaster terá mais de mil participantes, numa estrutura de 25 stands e 3 auditórios, com mais de 14 atividades englobadas, e acontece nos dias 12 e 13 de novembro, no Centro Fecomércio de Eventos, em São Paulo. A Cointrade é uma das Patrocinadoras Ouro do evento e tem diretores compondo o quadro de palestrantes, participando dos importantes debates conduzidos no evento.

Para mais informações sobre o evento e inscrições, acesse à página oficial do Blockmaster 2018.

Sobre a Cointrade

A Cointrade é uma plataforma que permite fazer negociações de compra e venda de criptomoedas em um modelo semelhante ao da Bolsa de Valores, 24 horas por dia de segunda a segunda. Os usuários da plataforma podem aproveitar a chance única de imersão no mundo das moedas digitais, com 30% de desconto na inscrição para o Fórum Blockmaster.

 

Para quem já está ligado na importância de investir, tanto em se tratando de garantir uma reserva financeira para ter mais tranquilidade em qualquer emergência ou cenário econômico adverso, quanto para rentabilizar economias, tornando mais viável a realização de sonhos, as criptomoedas surgem como excelente opção. Elas são uma modalidade segura, transparente e de alta liquidez, que se destacam por sua característica disruptiva e pelo atrativo de estarem totalmente desvinculadas de bancos ou intermediadores.

Ou seja, o investidor de moeda digital opera um mercado totalmente descentralizado, que definitivamente o transforma no dono do seu dinheiro. Diferente do que ocorre no sistema financeiro tradicional, o segmento de criptomoedas permite que você tenha 100% de controle sobre a movimentação ocorrida com o seu investimento.

É um segmento que começou a segunda quinzena de outubro em total aquecimento. A Bitcoin, que é a criptomoeda mais conhecida, registrou alta de 23% em duas horas, no dia 15 de outubro, num movimento acompanhado por outras das principais moedas digitais. Acompanhe as dicas que trazemos, nesse post, e saiba como entrar de vez e colher os bons resultados dessa modalidade disruptiva, segura e altamente rentável.

Entendendo as criptomoedas e sua operação

As moedas digitais são instrumentos que descaracterizam o olhar tradicionalmente lançado sobre a realização de transações financeiras. Isso ocorre, justamente, por elas serem arquivos digitais aos quais se associa determinado valor monetário, utilizado para operações eletrônicas de crédito e débito.

O processo de validação e registro de toda e qualquer operação realizada com o uso de criptomoedas ocorre com o uso do blockchain, que pode ser simplificadamente definido como um banco de dados que armazena as informações referentes às operações realizadas com dinheiro eletrônico, usando a criptografia. É um processo que cria espécies de assinaturas digitais, garantindo que as informações não sejam rastreadas e também impede cópias ou fraudes. Algo que também se relaciona ao fato de sua operação ser descentralizada, com vários computadores e blocos de certificação operando simultaneamente; o que faz o blockchain ser chamado de livro contábil aberto e público.

Como operar criptomoedas

Para quem está interessado em operar nesse inovador e singular mercado das criptomoedas, um dos caminhos mais práticos e eficientes surge com as exchanges. Operando numa modalidade similar a da Bolsa de Valores, elas são plataformas que conectam e aproximam compradores e vendedores de moedas digitais, intermediando as negociações. Quem está interessado em vender especifica quantidade e preço, em solicitações registradas como ordens, num livro-razão comum, chamado de livro de pedidos. Os compradores, por outro lado, caso não encontrem ofertas satisfatórias, criam suas próprias ordens de compra, especificando a negociação que pretendem.

A Cointrade é uma dessas intermediadoras de negócios com criptomoedas que traz ao mercado soluções descomplicadas e que preenchem lacunas percebidas no cenário dessa modalidade de investimento. É uma plataforma que oferece aos traders, e também a quem está curioso para conhecer melhor as moedas digitais, um conjunto de funcionalidades que garantem eficácia e alto desempenho.

A Cointrade em passos

Simples e segura, a Cointrade viabiliza o investimento em moedas digitais com alguns diferenciais importantes. O cadastro é descomplicado e feito, a qualquer hora, de qualquer local, sem exigência de documentação ou emissão de comprovantes. As transações estão, portanto, sob total controle do usuário. No passo a passo a seguir, você confere como pode ser descomplicado entrar no mundo das bitcoins e altcoins.

Passo 1 – Cadastro: no canto superior direito do site da Cointrade (https://cointrade.cx/), está o botão cadastre-se. Clicando nele, o usuário acessa uma tela simples, na qual fornece e-mail e senha, além de cumprir alguns passos básicos de validação de segurança, sem nenhum processo de Know Your Customer.

Passo 2 – Depósito: a partir da conclusão dessa primeira etapa, o investidor já terá garantido seu acesso. O passo seguinte é a realização de depósito em dinheiro ou cripto, que comporá o saldo para realizar operações.

Passo 3 – Seleção da moeda: os usuários Cointrade têm, à sua disposição, 10 moedas digitais. Por isso, um dos passos fundamentais é a escolha da criptomoeda mais adequada ao perfil.

Passo 4 – Operação: Feitas essas etapas iniciais, é o momento de transacionar. Seu login, a partir de agora, está apto a comprar e vender criptomoedas, realizar novos depósitos e saques, bem como acompanhar o livro de ordens, do qual constam todas as operações realizadas ou previstas.

Venha para a Cointrade e aproveite nosso conjunto único de funcionalidades. É um caminho simples e altamente seguro para investir e operar o dinâmico mercado das criptomoedas.

A Cointrade chega ao mercado como uma nova opção de investimento que atende desde os mais experientes até quem está começando no negócio.